Quem sou eu

Minha foto
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
Sou Cantora,violonista,compositora e Poeta do Mundo.Já me apresentei em emissoras de Televisão,dentre elas: Rede Minas,Tv Assembléia e tive a honra de receber nota máxima de nosso querido Maestro Isaac Karabtchevsky,quando participei de renomado programa na extinta TV Tupi de São Paulo.Também me apresento em Restaurantes e Teatros de Belo Horizonte. Hoje trabalho dando aulas particulares de Violão e Canto popular.Tenho como projeto a "MOSTRA SEMESTRAL" que acontece no Restaurante Celeiro de Minas e a "MOSTRA ANUAL" que acontece em Teatros de Belo Horizonte.A arte é a fonte da minha alegria. Para me conhecer melhor clic na logomarca abaixo.

Seja sempre bem-vindo!

Siga-me, para que possamos crescer juntos.Agradeço a sua visita.

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget

Alunos de Bernadethe Ribeiro

Loading...

Bernadethe Ribeiro

Loading...

Walgra Maria E Waldette Carvalho

Walgra Maria  E Waldette Carvalho
Minhas queridas Sobrinhas

Arquivo do Blog

05/12/2010

Debate sobre a influência africana na música brasileira

1 de fevereiro de 2007
Cadê a África nesse som?

Debate sobre a influência africana na música brasileira reuniu Mamour Ba, Martinho da Vila e o professor Edson Roberto

Onde está a influência africana na música brasileira? Será que está nos instrumentos de percussão? No suíngue dos compassos? Está no ritmo, melodia ou harmonia? Para o músico Mamour Ba, o cantor Martinho da Vila e o professor Edson Roberto (UNICID/SP), a marca da África na música brasileira não está em um lugar só.
Os três convidados participaram ontem de um debate no Palco UBES, onde discutiram a contribuição do continente africano para a nossa música. De um jeito ou de outro, eles se empenharam para responder à pergunta que abre este texto.
“A bossa nova, um estilo musical brasileiro conhecido mundialmente, tem uma influência africana através do samba, do ritmo quebrado, é uma releitura desse estilo”, foi uma das respostas do professor.
Já o cantor Martinho da Vila respondeu de acordo com o que viu no continente africano: “Em Angola, descobri muito do nosso jeito de ser, da nossa poesia. Já Moçambique tem o nosso gingado, aquela cadência do samba veio de lá”.
O músico Mamour Ba, radicado no Brasil, achou resposta nas relações culturais e costumes comuns com a África: “Está na expressão facial, no jeito de andar. Também na maneira com que a mãe balança o filho nos braços, ela precisa improvisar para que ele não chore. Por isso, na música brasileira, é tão importante a improvisação”, falou.
O debate se estendeu para a influência africana na música mundial. Martinho da Vila lembrou que “o rock é essencialmente um ritmo negro”, referindo-se a Chuck Berry e Little Richards, considerados os pais desse estilo.

  http://www.une.org.br/home3/une_bienal/m_7196.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Juntos,estamos trabalhando para um mundo melhor.

Pesquisar este blog

Daily Calendar

Visualizações de página do mês passado